Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação.

ACEITO
Clínica Doutor Pinto Coelho

A terapia sintónica tem obtido um reconhecimento crescente com resultados muito significativos nas perturbações da ansiedade, depressão, dependências de substâncias e prometedores nas doenças neurológicas.

 

O que é a Terapia Sintótica?

A terapia sintónica consiste numa abordagem psicoterapêutica que visa tratar problemas emocionais e elementos emocionais de doenças neurológicas e /ou físicas.

Consciente e inconsciente são duas dimensões da nossa vida mental que estão de costas voltadas quando existem problemas emocionais. Sintonia é o processo que melhora a comunicação entre estas duas partes.

Mais sintonia interna menos sofrimento emocional.

Se o sofrimento tem origem não-consciente, a cura deverá acontecer também no mesmo nível.

 

Em que coniste a Terapia Sintónica?

A terapia sintónica é uma inovadora abordagem psicoterapêutica para reduzir o stress interno, consciente e inconsciente. Este é definido como resultante da interacção entre as várias partes que constituem o mundo interno.

Neste conceito, tanto as doenças físicas como os problemas emocionais podem fazer subir excessivamente o stress interno, fazendo o mundo interno entrar em desequilíbrio.

Há duas grandes vertentes da terapia sintónica, o relaxamento, uma aposta segura na diminuição imediata do stress, através de três estratégias complementares:

  1. Exercícios corporais “macro” dirigidos a movimentos corporais envolvendo o corpo na sua globalidade;
  2. Exercícios corporais “micro” focalizados em partes do corpo mais atingidas pelo stress;
  3. Exercícios de integração corpo/mente.

 

Outra aposta é no seguimento psicoterapêutico, através da aplicação de técnicas que favorecem o estabelecimento de um clima interno ameno, retirando pressão interna à mente. Criam-se assim as condições para atenuar inicialmente e depois resolver o sofrimento mental provocado pelo desequilíbrio.

 

Especificidades da Terapia Sintótica

  1. Baseia-se na utilização de mecanismos naturais do cérebro para lidar com o stress, o que permite aplicações a um grande número de problemas, quase sem contra-indicações.
  2. A exploração do inconsciente é feita sem qualquer perda do auto-controle.
  3. A mudança pretendida é interna.

 

Quais as principais aplicações através da Terapia Sintótica?

  • Ataques de pânico e crises ansiosas;
  • Depressões;
  • Envelhecimento saudável;
  • Adições e problemas alimentares;
  • Perturbações obsessivas, gaguez e tiques;
  • Stress pós-traumático.
  • Abuso e abandono;
  • Psicoses;
  • Doenças neurológicas e auto-imunes.

 

Psicoterapia em Lisboa

Na clínica Doutor Pinto Coelho, as consultas de psicoterapia, poderão ser individuais ou de família/casal. 

Edifício da Maló Clinic
Av. dos Combatentes, 43
3º Piso, Malo Clinic
1600-042 Lisboa