Psicoterapia (Terapia Sintónica)

A terapia sintónica é uma inovadora abordagem psicoterapêutica para reduzir o stress interno. Este é definido como resultante da interação entre as várias partes que constituem o mundo interno. Neste conceito, tanto as doenças físicas como os problemas emocionais podem fazer subir excessivamente o stress interno, fazendo o mundo interno entrar em desequilíbrio.

Há duas grandes vertentes da terapia Sintónica, o relaxamento, uma aposta segura na diminuição imediata do stress, através de três estratégias complementares:

1- Exercícios corporais “macro” dirigidos a movimentos corporais envolvendo o corpo na sua globalidade;

2- Exercícios corporais “micro” focalizados em partes do corpo mais atingidas pelo stress;

3- Exercícios de integração corpo/mente.

Outra aposta é no seguimento psicoterapêutico, através da aplicação de técnicas que favorecem o estabelecimento de um clima interno ameno, retirando pressão interna à mente. Criam-se assim as condições para atenuar inicialmente e depois resolver o sofrimento mental provocado pelo desequilíbrio.

As consultas poderão ser individuais ou de família/casal.

A terapia Sintónica tem obtido um reconhecimento crescente com resultados muito significativos nas perturbações da ansiedade, depressão, dependências de substâncias e prometedores nas doenças neurológicas.

wb_top_accessPsicoterapia (Terapia Sintónica)